Blog Vou de Bike

Postado em 7 de julho por Eu Vou de Bike

Tags:, , , , ,

Por uma vida mais feliz e mais intensa

Nada melhor do que terminar a semana com um incentivo a mais para pedalar. Apesar de meio antigo, o vídeo abaixo é um dos mais belos que já publicamos aqui no Eu Vou de Bike e certamente vai te dar aquele empurrãozinho que faltava para pegar a bicicleta e sair explorando a cidade por aí!

Batizado de Holstee Manifesto, o vídeo é um chamado para uma vida mais criativa, cheia de paixões e boas intenções. Segundo a descrição do vídeo no YouTube:

“Enquanto procuramos viver em um estilo de vida que deixa impactos positivos nas pessoas e no mundo ao nosso redor, a bicicleta se tornou uma paixão que é muito mais que uma alternativa de transporte. É uma maneira de viver intensamente todos os detalhes da cidade que amamos”.


Postado em 29 de janeiro por Eu Vou de Bike

Tags:, , ,

Bicicletas “invadem” Salão do Automóvel de Detroit

Cerca de 20 estudantes da Escola de Arte e Design da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, realizaram um protesto (ou uma intervenção artística) inusitado no Salão do Automóvel de Detroit.

Os estudantes entraram no local do evento, um dos mais importantes para o mercado automotivo, usando guidões de bicicletas e chamando a atenção com as tradicionais campainhas ‘trimtrim’.

Veja no vídeo abaixo:

Não sabemos se a ação dos estudantes é algum ato de manifestação pelo uso da bicicleta como meio de transporte, mas é muito bacana ver tanta “bicicleta” invadindo um local destinado aos automóveis. Uma ótima ideia de ‘flashmob’ para o Salão do Automóvel de São Paulo, não?


Postado em 19 de novembro por Eu Vou de Bike

Tags:, , , , , ,

Holandeses já têm o “problema” que queremos ter

As cidades que registram índices de congestionamento absurdos, como São Paulo, sofrem com o excesso de veículos e a falta de lugar para estacionar. E quando o mesmo começa acontecer na Holanda, mas em relação às bicicletas? Esse é um “problema” que nós queremos ter!

Segundo reportagem da AFP publicada na última semana, os problemas enfrentados pelos motoristas nas grandes metrópoles, agora começam a afetar os milhões de ciclistas que pedalam diariamente pelas ruas de Amsterdã. “Os holandeses estão simplesmente ficando sem espaço para acomodar os cinco milhões de ciclistas que tomam as ruas todos os dias”, diz a reportagem.

>> Veja um impressionante vídeo com cenas da hora do rush das bicicletas na Holanda

De acordo com relatório do conselho municipal de Amsterdã, a capital do país, as vias exclusivas para bicicletas mais movimentadas ficaram pequenas demais para o crescente número de ciclistas na cidade. “Virou uma dor de cabeça”, afirmou Wim Bot, da Associação Holandesa de Ciclismo.

Como resultado, diz a reportagem, é cada vez mais comum ver verdadeiros congestionamentos de bicicletas nas vias mais movimentadas, além da falta de espaço para estacionar as bikes nas regiões mais movimentadas da cidade e até acidentes envolvendo duas ou mais bicicletas.

No vídeo abaixo, é possível ver alguns estacionamentos de bicicletas completamente lotados em Utrecth, uma das cidades com o maior índice de ciclistas do país:

É claro que o caminho para uma cidade mais amigável é a bicicleta, e esse “problema” enfrentado pelos holandeses pode ser facilmente contornado e solucionado com medidas e obras pontuais. Seria muito bom se a gente aqui no Brasil também tivesse esse tipo de dor de cabeça, e não enfrentássemos os grandes congestionamentos e falta de planejamento urbano que estamos acostumados.

E não é de hoje que os holandeses disputam espaço na rua para as bicicletas. Um vídeo publicado aqui no Eu Vou de Bike em janeiro deste ano mostra os ciclistas do país entre os anos de 1900 e 1930 disputando a rua com carroças e cavalos! Dá uma olhada:

No vídeo acima, é possível perceber que os ciclistas não tinham vias próprias para pedalar, como ciclovias e ciclofaixas. Hoje, a realidade é muito diferente graças, principalmente, à pressão da população. Veja um documentário traduzido para o português mostra como surgiram as ciclovias holandesas.

– Via Bike Commuters


Postado em 17 de outubro por Eu Vou de Bike

Tags:, , , , ,

[VÍDEO] Manobras insanas com bicicleta speed

É possível fazer manobras insanas em uma bicicleta ‘speed’, feita para atingir grandes velocidades na estrada, e não para saltos? Bom, nas mãos do ciclista britânico Martyn Ashton, a tarefa parece até bem simples.

Ashton, considerado uma lenda do bike trial e do mountain bike, decidiu fazer um desafio diferente. Ele pegou uma bicicleta de fibra de carbono usada por Mark Cavendish e Bradley Wiggins em provas de velocidade e resolveu levá-la ao limite das manobras.

Com a Pinarello Dogma 2, Ashton percorreu vários locais da Grã-Bretanha realizando manobras que só seria imaginadas usando bicicletas com ótimas suspensões.

A bicicleta Pinarello Dogma 2 é avaliada em R$ 30 mil, e foi a bicicleta usada pelo britânico Bradley Wiggins, vencedor do Tour de France 2012.

Veja o vídeo abaixo:

O vídeo foi produzido pela Ashton Bikes e a ótima trilha sonora fica por conta do grupo Sound of Guns, com a música ‘Sometimes’.

– Via Pedaleiro


Postado em 12 de setembro por Eu Vou de Bike

Tags:, , , ,

Arquiteto propõe vias elevadas para bicicletas

O arquiteto britânico Sam Martin criou uma proposta inusitada para a cidade de Londers: ciclovias elevadas. Segundo o arquiteto, seria muito difícil criar uma grande rede de ciclovias pelas estreitas ruas londrinas no nível do solo, então a solução seria criar vias elevadas integradas à paisagem para as bicicletas.

A ideia de Martin não é segregar completamente os ciclistas da cidade. A ideia é criar essas vias elevadas para ligar algumas regiões em uma espécie de ‘via expressa’ de bicicletas, e dentro dos bairros o tráfego de bicicletas ser feito normalmente pelas ruas.

Dá só uma olhada a ideia de Sam Martin:

Via Tree Hugger


Postado em 29 de agosto por Eu Vou de Bike

Tags:, , ,

Ciclismo ao som de Chemical Brothers

Está com saudades das Olimpíadas? Nós estamos! E para voltar ao clima esportivo, nada melhor que esse vídeo inspirado no filme Tron, com um visual bem anos 80, e trilha sonora do Chemical Brothers. O vídeo em questão foi exibido no velódromo olímpico, sempre antes das provas! Sensacional para animar os ciclistas para a disputa, não?

Via Urbanvelo


Postado em 14 de agosto por Eu Vou de Bike

Tags:, , , , , ,

Portland lança 1º contador de bicicletas dos EUA

A cidade de Portland dá mais um exemplo de que leva a bicicleta como meio de transporte a sério. Na última semana a cidade lançou o primeiro ‘contador de bicicletas’ dos Estados Unidos, com o objetivo de registrar o tráfego de bikes diariamente na cidade.

Com um investimento de apenas US$ 20 mil, o contador foi instalado na ponte Hawthorne, uma importante via de passagem de Portland, e agora é possível ver exatamente o número de ciclistas que passam por lá. Um painel de quase 2 metros de altura mostra quando ciclistas passaram por ali naquele dia e ainda exibe o total acumulado no ano.

O vídeo abaixo (em inglês) mostra um pouco do funcionamento do contador. Segundo Debra Kafoury, da administração municipal, “o contador vai mostrar dados diariamente que serão usados para melhorar o planejamento urbano da cidade”.

E o mais legal de tudo é que dá para acompanhar, ao vivo, todo o movimento de ciclistas na ponte Hawthorne aqui nesse site. No domingo, por exemplo, passaram por lá cerca de 7.485 bicicletas! :)

– Via TreeHugger


Postado em 12 de agosto por Eu Vou de Bike

Tags:, , ,

Bicicleta, minha primeira vez

Qual é a sua primeira lembrança com uma bicicleta? Você se lembra da primeira vez que pedalou sozinho? Foi com essa dúvida na cabeça que o brasileiro Wev Silva criou o documentário ‘Bicicleta, minha primeira vez’.

Gravado em Paris, na França, o documentário mostra o depoimento de sete ciclistas, entre eles um brasileiro, sobre as primeiras lembranças sobre duas rodas.

O documentário mostra belas imagens, especialmente para quem gosta de bicicletas de roda fixa, e ainda traz depoimentos dos ciclistas sobre a sensação de autonomia e liberdade que a bicicleta nos dá.

Um ótimo trabalho, que merece ser visto em HD e fullscreen!


Postado em 9 de agosto por Eu Vou de Bike

Tags:, , , , ,

A evolução das vias cicláveis de Portland

A cidade de Portland (EUA), como já falamos aqui, é um ótimo exemplo de cidade que se preocupa com a bicicleta como meio de transporte. E essa preocupação não surgiu de um dia para outro, ela veio se consolidando ao longo dos últimos 30 anos. Ou seja, independente do prefeito no cargo, a política pública relacionada à bicicleta não foi alterada.

Para mostrar como foi a implantação de vias cicláveis – ciclofaixas, ciclovias, ciclorrotas – na cidade, o site Bike Portland divulgou um mapa animado mostrando a construção dessas vias ao longo do tempo.

No vídeo abaixo, as vias rosa mostram as vias que estão fora do sistema viário (parques, trilhas, etc). As vias verdes são os chamados ‘bike boulevards‘, um tipo de rua com certas restrições para veículos (algo parecido com a ideia de ciclorrota). As vias azuis são as ciclovias e ciclofaixas. Dá só uma olhada na evolução!

A cidade, que tem 500 mil habitantes, conta com cerca de 15 mil pessoas que se locomovem exclusivamente usando a bicicleta, um número ainda pequeno, mas impressionante se considerarmos a cultura das cidades americanas, exclusivamente voltada aos carros.

De acordo com a Bicycle Transportation Alliance, uma organização que incentiva o uso de bicicleta em Portland, cerca de 2,1 milhões de quilômetros são rodados mensalmente pelos ciclistas da cidade, uma marca impressionante.

O que explica essa predisposição à bicicleta em um país que sempre priorizou os veículos? Além de Portland não ser muito grande, o que ajuda nas locomoções de bicicleta, a cidade conta com uma infraestrutura espetacular para os ciclistas. Paraciclos em cada esquina, estações de aluguel de bicicletas, ônibus que levam as bicicletas em racks instalados na frente do veículo, limite de velocidade reduzido na maioria das ruas… Além de, é claro, a implantação da via cicloviária que você viu no vídeo acima!

Ou seja, a cultura da bicicleta pode muito bem ser criada em uma população que não estava acostumada com a bicicleta como meio de transporte. Basta dar estrutura e segurança para o ciclista, que a demanda reprimida sairá às ruas para pedalar.

Veja no vídeo abaixo um pouco mais sobre a bicicleta na cidade de Portland. Como diz o vídeo, “o jetpack já existe. É a bicicleta. Nós somos uma cidade de 20 minutos. Nenhuma loja de donut é longe o bastante. Todos os horários de compromissos são fáceis de ser cumpridos”.

– Via TreeHugger
– Foto por Steven Vance


Postado em 1 de agosto por Eu Vou de Bike

Tags:, , , ,

Proteção total na hora de pedalar na chuva

É possível pedalar na chuva? Claro! Se a chuva for leve, basta uma capa, um protetor para o calçado e atenção redobrada nas ruas. E quem mora em uma cidade que tem chuva forte com frequência?

Uma boa dica é o Bikesuit, uma espécie de macacão de borracha de uma peça só feito especialmente para ciclistas se protegerem dos temporais e da água suja que espirra na gente quando pedalamos no asfalto molhado .

O Bikesuit é bem parecido com as jaquetas e calças de borracha que os motoboys aqui de São Paulo usam quando chove. A diferença é que não é necessário usar bota, que atrapalharia no pedal, e a capa é fininha, podendo ser dobrada e carregada numa mochila ou bagageiro sem problemas.

Veja no vídeo como é fácil usar:

O Bikesuit foi criado na Holanda, cidade com muita chuva, e é bastante usado em países como Inglaterra e Irlanda, em que o índice pluviométrico é alto, mas mesmo assim tem um grande número de ciclistas.

Gostou da ideia? O problema é o preço! A versão original custa £ 199,20, cerca de R$ 639… Melhor chegar molhado em casa, né?



Anterior Próxima